Página Inicial / Crônicas Espíritas / Vítimas da Ignorância
Vítimas da Ignorância PDF Imprimir E-mail
Escrito por Jayme Lobato   
Ter, 15 de Fevereiro de 2011 15:43

Marcelo, espírita militante, é apresentado, por Teresa, a Renato, seu amigo e que passava por algumas dificuldades.

- Marcelo, este é o Renato! Já lhe falei sobre ele! Está precisando de ajuda!

- Olá, Renato!

- É um prazer conhecê-lo, Marcelo! Teresa me disse que você me poderá ajudar!

- O Renato vem sentindo umas coisas muito estranhas! Acho você, Marcelo, a pessoa indicada para orientá-lo.

E Renato, antes de expor suas dificuldades, pergunta:

- Você é kardecista, Marcelo?

- Eu sou espírita! Kardecismo seria a doutrina de Allan Kardec!

- E a doutrina não é de Allan Kardec?

- Não! A doutrina foi transmitida a Allan Kardec pelos Espíritos Elevados! Ele a organizou, para entendimento e divulgação. Por isso, dizemos que Kardec é o codificador do Espiritismo.

Teresa, então, observa:

- Acho esse campo muito minado por informações divergentes e contraditórias. Por isso, Renato, eu o trouxe para conversar com o Marcelo, que, a meu ver, co-nhece bem o assunto.

- Há muita desinformação. Muitos falam do que não conhecem - conclui Marcelo.

E Renato inicia o relato do que lhe estava ocorrendo:

- Venho sentindo umas coisas muito estranhas! No início, ao me deitar, para dormir, tinha a nítida impressão que ia sair do meu corpo! O processo foi evoluindo. Já cheguei a sentir-me fora do corpo! Estou temeroso!

- Continue, Renato - solicita Marcelo.

- A última experiência foi terrível! Eu, o ser pensante, fiquei de pé, no quarto, fora do meu corpo físico. E, de onde estava, percebia tudo que estava ocorrendo a minha volta. Via, inclusive, o meu próprio corpo, na cama, como se estivesse morto!

E Renato ainda acrescenta:

Essa última ocorrência me assustou muito! A tal ponto que tenho passado noites em claro, com receio de que ocorra novamente!

- Tudo indica tratar-se de fenômeno de emancipação da alma, quando afrouxam suas ligações com o corpo físico! Fenômeno comumente chamado de desdobramento!

Marcelo continua:

- O ideal é que você procure orientação e esclarecimento diretamente numa Casa Espírita! Lá, você poderá estudar e se esclarecer melhor sobre o que lhe ocorre Terá, também, o auxílio magnético do passe, que, certamente o beneficiará muito!

E Marcelo ainda sugere

- Se desejar, Renato, apareça no centro espírita que freqüento! Aqui tem o endereço!

Tempos mais tarde, Teresa, acompanhada de Renato, volta a procurar Marcelo. É Teresa que puxa o assunto.

- Marcelo! Trouxe o Renato para conversar novamente com você! Ele não está bem! Embora não sendo espírita, acho que ele não está bem orientado!

- Ainda o problema do desdobramento, Renato?

- Não! Agora sinto um mal estar muito grande, acompanhado de angústia e uma certa pressão na cabeça!

Marcelo, preocupado com a situação do rapaz, quer saber mais:

- Você procurou um centro espírita, conforme lhe sugeri?!

- Aconteceu que, dias depois de conversar com você, encontrei uma senhora amiga que me levou a um lugar, onde venho freqüentando! Estou fazendo parte da reunião de desenvolvimento mediúnico!

- Nesse estado que você está!?

- Lá, eles dizem que o meu caso é mediunidade! Afirmam que, com o desenvolvimento, ficarei bom!

Marcelo fica mais preocupado ainda com a situação do rapaz.

- Onde está freqüentado, estudam as obras de Kardec, Renato?

- Dizem eles que Kardec está ultrapassado!

- Pela condução de seu caso, o pessoal não deve conhecer as obras básicas do Espiritismo. Infelizmente, para justificar sua ignorância, muitos afirmam que Kardec está ultrapassado!

- Informaram-me que a mediunidade em desenvolvimento causa esses sofrimentos por que estou passando.

- E você, como está se sentido, diante desse processo, no meu entendimento, mal conduzido?

- Muito confuso, Marcelo! Não entendo nada do assunto. Estou-me deixando conduzir por aqueles que dizem ser orientadores nesse campo.

Aí, Teresa intervém:

- Já falei com ele, Marcelo, para ir ao médico!

- Muito boa medida! Procure avaliar seu quadro clínico. Você pode estar também com algum distúrbio orgânico!

- Tenho receio de ferir as pessoas que estão tentando me ajudar! Elas afirmam que meu caso não é de médico! Sinto que o médium do centro tem boa intenção!

- Como já disse, conheço pouco do assunto! Porém acho, Renato, que você deveria seguir a orientação do Marcelo! Ele é um estudioso do Espiritismo! E, Teresa preocupada com a situação do amigo, pergunta:

- E o que você acha que ele deve fazer, Marcelo?

- Ele é quem deve decidir! Já lhe dei o indicativo na primeira vez que conversamos: procurar um centro espírita para estudar, tomar passe e ser bem orientado!

Diante do quadro atual de Renato, Marcelo ainda sugere:

- Contudo, levando em conta seu estado atual, em primeiro lugar, acho que Renato deve ir ao médico, para uma avaliação clínica!

Marcelo conclui afirmando:

- Sempre que ouvimos alguém dizer que Kardec está ultrapassado, verificamos, por parte dos que afirmavam tal disparate, total desconhecimento da sua obra. Poderíamos aplicar o ensinamento de Jesus, apropriado para a época, e muito útil neste caso, de que há cegos guiando cegos! E o resultado: os dois despencarão pela ribanceira!

Boletim de Março/2003

Última atualização em Qui, 12 de Maio de 2011 15:00
 

Reflexões Espiritistas

 
 

Pesquisar no Site

Educação Espírita

Educação Espírita Para a Família

CONHEÇA O NOSSO TRABALHO

SEMEANDO IDÉIAS

 
Leia aqui 
 
 

Movimento Espírita

 

Grupo Espírita Redenção - Andaraí - Rio de Janeiro, Powered by Joomla!